quarta-feira, setembro 05, 2007

e viva Espanha...

O Sr. Saramago veio dizer há uns dois meses que uma união ibérica seria melhor do que ter os dois países da península independentes. A ideia já foi por mim explanada por mais do que uma vez, mas este post vem só dar mais uma achega aos argumentos de fusão ibérica.
É certo que se não fossemos independentes não nos poderíamos comparar de baixo para cima com o vizinho do lado, não teríamos malta a nascer a caminho das maternidades em ambulâncias, não teríamos a gasolina ao preço que temos, entre outras coisas. Mas o que me choca mais é que tenha sido preciso um espanhol para ver que o Mantorras mancava mais do que o Carlos e atenção que eu já vi os dois a correr. A última vez que vi o Carlos houve uma onda de 2 por 30 metros que também o viu e fez questão de o colocar no local dele...
Mas chega a impressionar chegar um espanhol à Luz e olhar para o coxo e dizer em espanhol: - Péra lá! Este gajo manca comó catano! E para além disso teve testículos para o mandar para o ginásio, alguém assumir que o moço não está bem e nem o colocar na lista da UEFA.
Será que o eng. que lá andava a roçar o cu pelas bancadas nunca percebeu que o angolano não corria de forma natural?
Haja coragem! E se para isto é preciso virem espanhois meter esta merda no lugar que venham aos magotes. Ou então ganhemos, entre outras coisas, coragem para enfrentar problemas e competência-honestidade para os resolver...

4 Comments:

At quinta-feira, setembro 06, 2007 10:16:00 da manhã, Anonymous André R. C. escreveu...

Sem querer meter-me onde ainda não fui chamado, sempre ouvi dizer que " De Espanha nem bons ventos nem bom casamento!" As dúvidas surgem em mim sempre que se aborda o tema.

 
At quinta-feira, setembro 06, 2007 3:07:00 da tarde, Blogger gAnDaMaLuKo escreveu...

Tu ainda deves estar calejado do tempo do Víctor Fernández.. e do tempo em que o Mourinho, super-campeão de tudo o que lhe aparecia à frente, perdeu no Estádio do Jamor contra o Muchacho Camacho!
Quanto a junções Ibéricas, sou totalmente contra! Já nem quero mencionar que iríamos deitar séculos da História de Portugal pelo cano abaixo. O que, eu até entendo, pode não dizer muito a algumas pessoas. A única altura em que os 2 países estiveram unificados, perdemos toda a riqueza vinda do Brasil e de África, e quebrámos os laços com a "amiga" Inglaterra (que mais tarde veio cobrar-nos com o célebre "Mapa Cor de Rosa"). Como somos dos poucos países no Mundo que têm alguma história, não me parece lógico esquecê-la por propósitos económicos.
Mas para além disso, quem sugere essas unificações é quem não percebe nada de Espanha! Os próprios espanhóis não se suportam uns aos outros!! Nas festas de ERASMUS, os espanhóis com quem convivia dividiam-se sempre em grupos consoante as suas regiões. Eles não se apresentavam como espanhóis. Diziam "sou andaluz", ou "basco", ou catano. Quando jogávamos à bola, eles faziam equipas consoante as zonas do país, e preferiam escolher-me para as equipas deles (!!!!!), a gajos de outras regiões do mesmo país! E vocês sabem o nível de futebol que eu pratico actualmente. Portanto, não é uma questão de saber se nos juntamos a Espanha, é uma questão de saber a que região de Espanha nos juntaríamos nós.
E essa da fusão Ibérica com propósitos económicos faz tanto sentido como a fusão Escandinava, a fusão Balcânica, ou a fusão no Médio Oriente! A identidade nacional é, ainda hoje, para muita gente, bem mais importante do que outras coisas. E se tu não te emocionas a ouvir A Portuguesa, eu posso-te dizer que bem gostei de por o Hino Nacional a tocar no meu telemóvel após o jogo com a Holanda! Não sentiria o mesmo com A Ibérica, hombre!

 
At sábado, setembro 08, 2007 3:55:00 da manhã, Blogger Vetoon escreveu...

Em algumas coisas até posso concordar, mas a aliança económica entre Portugal e Espanha, não me parece que viesse acompanhada de prejuízo...

 
At segunda-feira, setembro 10, 2007 6:24:00 da tarde, Blogger Mike escreveu...

O que é que aconteceu ao blog bardajento que só fala de futebol e de gajas????????????
Quanto a uniões, a unica que eu queria era a de Olivença e Badajoz a Portugal, que foram mais duas perdas dos tempos da ocupação pelos espanhóis!

 

Enviar um comentário

<< Home