segunda-feira, novembro 27, 2006

O Blog que bate todos os recordes apresenta...

AMOR NO RABO ULTRAPASSA AS 10000 VISITAS!! (obrigadinho pela preferência...
vá-se lá saber porquê)

5 Comments:

At segunda-feira, novembro 27, 2006 8:12:00 da tarde, Blogger Mike escreveu...

Desconhecia esta tão grande falange de apoio russa. Fico comovido com a atenção dada pelos "camaradas"(se o gordo lesse isto até se passava, era logo comunas de isto e daquilo!)(Vou reformular: Se o gordo soubesse ler.)
Era capaz de apostar que 80% dos visitantes deste blog são bichas que vêm ao engano.

 
At terça-feira, novembro 28, 2006 11:09:00 da manhã, Anonymous Miguel escreveu...

O gordo por acaso veio ler, sim LER isto, e acha de muito mau gosto falarem assim dos camaradas encarnados, pois eu nem tenho nada contra os comunistas, visto que a guerra hoje em dia é contra os chuchas (sim o vosso governo, o senhor socas-rabicha)! Quanto a escrever, tão a ver sempre vim cá fazer uma visitinha e quanto às nossas fotos tão buenas!!! Amiguinhos portem-se bem...
Miguel
PS(D): morte aos comunas e aos chuchas!!!

 
At terça-feira, novembro 28, 2006 11:10:00 da manhã, Anonymous Miguel escreveu...

Falange é um dedo!!!O gordo desde que é funcionário público só escreve merda...AHAHAHAHAHHA

 
At terça-feira, novembro 28, 2006 5:38:00 da tarde, Blogger Mike escreveu...

Compreendo a dificuldade de abarcar mais do que uma realidade para a mesma palavra, especialmente para quem é ou está nas berças, e em que merda de vaca é merda de vaca!
Aqui vai uma pequena explicação: FALANGE do Grego phálagx. Entre outras coisas, era o nome dado a um corpo de infantaria na antiga Grécia. As falanges gregas ficaram famosas sob o comando de Alexandre O Grande (também ele um chuchas!). É uma formação rectangular de infantaria, tipicamente de lanceiros. A formação mantinha-se cerrada, com as sarritas (lanças de 12 metros) das primeiras linhas projectadas para a frente, entre os soldados da frente, de modo que diversas camadas de lanças separassem o inimigo da primeira linha de homens da falange. O restante da formação mantinha as suas lanças elevadas a 45º, anulando parcialmente um ataque de longo alcance (arqueiros), e os homens que ficavam na última fileira da falange eram usados como reserva quando os soldados da frente tombavam, além de constituir uma força de "empurrão" para toda a formação, de modo que o inimigo fosse literalmente esmagado sob o avanço da massa de lanças.
Hoje em dia para além dos dedinhos aplica-se a palavra falange quando alguém se refere a um corpo de tropas; uma legião; um partido; um bando; ou uma multidão.

PS: Um dos benefícios de ser funcionário público é ter tempo para me cultivar.

 
At terça-feira, novembro 28, 2006 6:38:00 da tarde, Blogger Carlitos! escreveu...

Aaaahh... o amor neste blog bate forte.

 

Enviar um comentário

<< Home